Social Sustainability

Design and Handicrafts

The interlocution of design with the complex reality of craftsmanship in the reflection on models of performance and design practices, considering the transversal intersections that directly affect this relationship with social, cultural, technological, environmental, economic and political issues. The limits of the relationship between design and craftsmanship, sustainability, management and policies, especially with regard to social and economic issues; the diversity of interventionist approaches experienced by NGOs, Universities, Liberal Professionals, Governmental Agencies; the limits of the relationship between design and craftsmanship that still seem confusing to most actors involved as a result of the contradictions that emanate from technological, economic, social, cultural and environmental contexts in favor of more socially inclusive and sustainable development models; the search for alternatives that preserve artisanal activity while at the same time increasing the income generation of artisanal communities.

The aim of the round table is to continue reflections on the 2015 and 2017 editions, based on the understanding that the valuation of cultural goods and their territories, by establishing the dialogue between consumption and production, tradition and innovation, creates conditions for the enhancement of local resources in favor of benefits for communities; the designer can and should move from his role of creator to that of mediator of this translation and that this displacement is based on the recognition of the creative and technical potential of artisans and artisans, essentially in the value of the unequivocal and inherently invisible human dimension behind the materiality.

  • Professora Adjunta 2 da Universidade Federal de Pernambuco. Desde 2000, coordena o Laboratório de Design O Imaginário, onde desenvolve atividades de design relacionadas à produção industrial e artesanal, bem como é membro do grupo de pesquisa Design, Tecnologia e Cultura.

    Mediadora

    Ana Andrade

  • Arquiteta por formação, trabalha em seu próprio atelier com design de superfície e design de produto, primeiramente focado na reutilização de materiais descartados, usados como matéria-prima em instalações na paisagem urbana de Recife e criando peças de mobiliário com técnicas artesanais. Inicia então o trabalho com comunidades de artesãos, a partir do saber fazer das comunidades, em vários estados do Nordeste do país. Em 2012, lança o livro Estampa Brasileira, onde registra seu trabalho de designer em diversas áreas de atuação.

    Debatedora

    Bete Paes

  • Estilista, empresária, assistente social e fundadora da marca Refazenda, que aposta na produção própria de tecidos locais e investe em uma moda sustentável para transformar o mercado nordestino. Estilista e empresária de moda, também formada em serviço social, dedica-se ao funcionamento da marca em parceria com milhares de mulheres responsáveis por produzir suas peças, mães que se dividem entre a rotina familiar e a arte de tecer.

    Debatedora

    Magna Coeli

  • Bacharel em design e doutora em antropologia. É professora adjunta, docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Design, e atual chefe do Departamento de Desenho e Tecnologia da Universidade Federal do Maranhão, onde coordena o Núcleo de Pesquisas em Inovação, Design e Antropologia (NIDA). Atua com pesquisas em Design Anthropology, processos colaborativos e situados, em comunidades criativas e praticantes habilidosos.

    Debatedora

    Raquel Noronha

CONTAcT

Organizing Committee

Laboratório O Imaginário

 

Rua Benfica, 157 - Madalena

Recife, PE - 50720-001

​​

Phone: +55 (81) 3089.9065

sdsrecife2019@gmail.com

www.oimaginario.com.br

  • WhatsApp
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram

Name

Email

Subject

Message

realization
realization
realization
realization